quarta-feira, 3 de outubro de 2007




Perfil...



Quem sou eu?
O que somos não importa muito não...as pessoas, por exemplo, não se importam se você hoje ri ou chora, ou se está displicentemente fingindo ser o que não é, e afinal, qual é o melhor...o que você é ou o que você queria ser??Elas não importam se sua manhã foi entediante e você simplesmente não conseguiu ler nem dez páginas de um livro que faz parte de uma lista de dez livros, ou se importam?Não...o que você demonstra ser parece ser hoje(ou sempre?) a coisa mais importante?Talvez....rsrs
Às vezes ser nós mesmos dói nos outros e em nós também, não saber dói...aprender também dói...e qual a dor maior?Descobrir, quem sabe, que a intensidade depende de que lado você está, só que nem sempre (sempre?) você irá decidir isso, aprender que machucar ou ser machucado são pontos de vista que dependem não de quem você é e sim do que você decidiu ver, que mocinhas e vilões na vida real não são super-definidos como nos livros que você leu e nos filmes que você viu, que a vida real é feita de dualidades-nem-sempre-explicáveis...

6 comentários:

Guga Paz disse...

Texto bem louco...

Axo que vou de Modernismo português...Não sou eu, nem sou o outro, sou qualquer coisa de intermédio...

Isso resume...hehehe

The_Lennon disse...

poww manerasso o blog.
gostei pakas do post.
^^

http://muchileirodigital.blogspot.com/

†Junior Hetfield† disse...

Dracula realmente é um classico...

Achei legal o post que vc escreveu!
Realmente ngm dá a mínima há ngm,então creio eu que o melhor é ser qm vc é mesmo ^^
Se as coisas fossem como nos livros,estorias e filmes seria bem mais fácil...

Vlw pela visita
T+

Tássia disse...

não consegui entender muito bem, mas eu acho que tem gente que se importa sim =}

mayzinhaaaa disse...

adorei o texto...essa questão de quem somos sempre ronda as nossas cabeças, não importa a epoca ou o que nos fez pensar nisso mas sempre chegamos a um momento em que temos duvida de quem realmente somos. Tem uma frase que diz: "Quando eu me pergunto quem sou eu, sou o que pergunta ou o que não sabe a resposta?" (Geraldo Eustáquio) que ao meu ver represente bem essa questão. Adorei o seu texto! mil beijos

cláudia disse...

Realmente poucos se importam, nem param pra ouvir né? Mas vou tentar não ser "robozinho"..rs..fazer o que eu te falei e se não entenderem é o seguinte: vou ter que "aprender que machucar ou ser machucado são pontos de vista que dependem não de quem você é e sim do que você decidiu ver", não é?!

=P