segunda-feira, 30 de junho de 2008

video

"You are not alone...I am here with you...Even when you're scared...I'll never leave you..."

Comprei um presente para uma garota ortodoxa e ela acabou trocando, soube porque a moça da loja era uma amiga e me contou...às vezes acontece isso, isso de não ver as pessoas, os presentes sempre acabam sendo trocados. Fui no shopping no domingo, tinhas moças bem maquiladas, rapazes exibindo seus tênis de marca, pareciam felizes, vai ver blush e pisadas confortáveis são máquinas de sorriso e eu nem sabia disso, por que ninguém havia me contado? Viver uma vida simples, feliz e crente é privilégio de poucos, não se sabe ao certo se se é dádiva ou karma...fico com a primeira opção, é dádiva....procuro saber a qual deus prestar reverência para alcançá-la...isso soa como uma prece, porque realmente é...

-Você tem o sentido da vida?

Não ter, achar que tem, não querer saber....Por que? Não importa...Não importar-se...

-Eu sou crente e você é cética...

Não achar isso tão essencial, não reduzir o centro do universo a questões metafísicas, não achar-se o centro do universo...pedir perdão, sentir-se perdoada, extasiar-se com bálsamos.

-Qual o gosto da solidão para você?Ela consegue ser doce e suave às vezes, ou você a sente tão intensa a ponto de ser você parte dela e não ela parte de você?

Deitar-se, rezar, dormir, agradecer, fazer, pedir, chorar, crescer, amar, desfazer-se...
Perder-se...

Reencontrar-se....