sábado, 25 de dezembro de 2010


"Eu sempre achei que o amor, que o grande amor fosse incondicional. Que quando houvesse um grande encontro entre duas pessoas tudo pudesse acontecer… Porque se aquele fosse o grande amor, ele sempre voltaria triunfal… Mas nem todo amor é incondicional… Acreditar na eternidade do amor é precipitar o seu fim. Porque você acha que esse amor aguenta tudo, então de um jeito ou de outro você acaba fazendo esse amor passar por tudo…. Um grande amor não é possível. E talvez por isso é que seja grande – para que nele caiba o impossível."

É triste perceber um estalo em algo que supúnhamos inquebrável...

2 comentários:

Raphael Peterson disse...

Gostei de mais da sua vontade de querer passar uma história viva, que faça com quem leia entre dentro dela, rs
Mais o amor é tão possível, que vejo o impossível nem chegar perto dele

Vanessa Souza Moraes disse...

Para sempre é agora, no amor, acho.