sexta-feira, 2 de maio de 2008

Aprendi, ao invés de tentar fazer as pessoas serem como eu, tentar ser como elas , entende?

eu tenho o mesmo muro intranponível que elas...


e vivo razoavelmente bem com isso...

Era algo sobre envelhecer, um presente de maioridade tardia, uma flor. Tornou-se duro e grotesco, pesado, quase triste. Matar algo de bonito de dentro de você, render-se, uma queda lânguida e cinza, uma música vagabunda que faz chorar, talvez propaganda de fim de ano, talvez...

"em que sentido?"

É como...você não está na parcela dos da solidão, você sempre tem alguém com quem contar...é só você que não quer às vezes...eu acho...

Sempre nem sempre quiça fosse só querer...

Não estou dizendo que você tem de amar....de novo, é só um lembrete...

E tinha tudo o mais a dizer e reivindicar de deus naquele dia, porque chovia, porque o sol brilhava demais, havia crianças chorando também, uma festa, uma saudade, uma ausência, e havia música não tocada, planos de um feliz ano novo que chegava ao meio, tantas máscaras e tantos risos...felicidade?Havia?Sempre há...

"acho que amor transcende isso"

Pensar em coisas, esmagá-las...torná-las menores, deglutíveis, mandá-las embora, não querer mais pensar em coisas pequenas tangíveis escorpiônicas...não se importar com neologismos...ser pena...bruma...riso melhor que lágrima, antes doce que salgado, o apertado ao frouxo, que seja quente frio, os mornos serão vomitados...

Feliz maioridade...

12 comentários:

glaucosdiaz disse...

Não precisa dizer o pq de um texto tão lindo, neh?? [risos]

Te amo...Mas é amor mesmo...Pq ele transcende!

Karla Hack disse...

belo texto..
parece que enquento lia seu texto ouvia, na minha cabeça, sempre não é todo o dia do Oswaldo Montenegro..
Apaixonante...

;D

bjus

Adilson Jorge disse...

Adorei o texto, poré, vou comentar o nome do blog:


Se a paixão fosse realmente um bálsamo ... o mundo não pareceria tão equivocado....


Amo demais Legião e essa música. ótima escolha.

Beijos
http://blogonews.blogspot.com/

lucas disse...

belo texto palavras claras e objetivas elo layout do blo seu blo esta lindo...agora sobre o post acho que é verdade poir se as pessoas fossem tds iguais o que seriao né.....cada um deve ter sua personalidade ..a personalidade é muito importante pq se tem uma coisa mais ruin é quando falta personalidade nas pessoas....bjss


http://www.naneurose.blogspot.com/
http://www.naneurose.blogspot.com/http://www.naneurose.blogspot.com/

Paladyno disse...

Suas palavras são profundas!
Gostei do teu jeito de escrever, as palavras que você escolhe e o modo que as dispõe.

Parabéns...

Euzer Lopes disse...

Acho que a tal maioridade, além de uma carteira de motorista, dá uma outra, imaginária: CARTEIRA DE RESPONSABILIDADES.
Ainda que não saibamos o que fazer com ela, temos consciência que "daqui pra frente, tudo vai ser diferente..."

carla m. disse...

eu só discordo de uma coisa, por que não aceitamos as pessoas como são?!

inclusive nós mesmos.

Ibanes, Guilherme. disse...

PARABÉNS!

nossa, textos ótimos.
:D

Marcelo disse...

O ideal não é fazer com que as pessoas sejam com nós, nem ao menos que nós sejamos como elas.. estes são equívocos da convivência humana. Que tal sermos cada um e entendermos que o cada de um de cada um é diferente e deve ser administrado no dia-a-dia.
Administrar a diferença é um dos grandes desafios humanos...

Lanterna Verde disse...

é uma fase que todos atravesam,
parabens pelo texto e blog

http://asseteartes.blogspot.com/

vlw

BLOGDOED disse...

Oie


TEu texto me lembrou, no começo, MEMÓRIA DE MINHAS PUTAS TRISTES, do Garcia Marques. Depois, no meu do texto, acho que se perdeu o peso da idade ou do envelhcimento.

Qual o grau de envelhecimento da personagem do texto? Não consegui captar...

Vc escreve bem. Meu comentário é uma dica, cuidado pra não se perder no meio do texto. Nesse, acho que vc perdeu a mão.

Abraços

Victor Aguiar disse...

Caramba!
Ótimos textos! (: